Blog do Ineep

início       análises      site institucional

Leilão do excedente termina sem concorrência

João Montenegro / Petróleo Hoje      quarta-feira, 6 de novembro de 2019

Compartilhe esta página com seus amigos

Foto: Petróleo Hoje.

 

► Petróleo HojeBúzios e Itapu foram as únicas áreas arrematadas no leilão do excedente da cessão onerosa, realizado na quarta-feira (6/11), no Rio de Janeiro. Com o resultado, o governo assegurou bônus total de R$ 69,960 bilhões e percentuais de excedente em óleo de 23,24%, em Búzios, e 18,15% (Itapu).

 

A Petrobras, que havia exercido seu direito de preferência pelos dois blocos, levou Búzios com 90% de participação – em sociedade com as chinesas CNOOC (5%) e CNODC (5%) – e também Itapu, com participação integral.

 

Sépia e Atapu, que tinham bônus de assinatura mínimo de R$ 23 bilhões e R$ 13,7 bilhões, respectivamente, não receberam ofertas.

 

Conforme previsto pelo aditivo do contrato da cessão onerosa assinado com o governo a Petrobras tem direito a receber R$ 34,5 bilhões do bônus total arrecadado no leilão. Além disso, ela será indenizada pelas petroleiras chinesas pelos investimentos já realizados no campo de Búzios.

 

Ao todo, 14 empresas estavam habilitadas para o leilão: BP, Chevron, CNOOC Brasil Petróleo e Gás, CNOOC Petroleum Brasil, Ecopetrol, Equinor, ExxonMobil, Petrogal, Petrobras, Petronas, QPI, Shell, Total e Wintershall. Antes da concorrência, a BP e a Total anunciaram que não participariam do certame

Comentários


O que você procura?


Últimas Postagens



Nota editorial

Os textos publicados neste blog são de responsabilidade dos seus autores e não refletem necessariamente a linha programática e as opiniões do Ineep. A função do blog é divulgar os principais fatos e notícias do setor petróleo e, quando oportuno, analisar assuntos relevantes. São essas análises, elaboradas pelo Ineep, que apresentam a opinião do Instituto sobre os mais diferentes assuntos debatidos na conjuntura setorial.